Entre em contato 99386-9615
Avançado
Procurar
  1. Home
  2. O que é o glaucoma? Saiba mais sobre a doença
O que é o glaucoma? Saiba mais sobre a doença

O que é o glaucoma? Saiba mais sobre a doença

  • 13 de June de 2020
  • 0 Likes
  • 91 Views
  • 0 Comentários

Conheça a doença que mais causa cegueira no mundo e atinge pelo menos um milhão de brasileiros

O glaucoma é uma doença que atinge o nervo óptico e afeta as células da retina, a responsável por enviar os impulsos nervosos ao cérebro. Se não for tratado o quanto antes, o glaucoma pode levar ao dano permanente da retina causando a atrofia da visão que mais tarde pode culminar a cegueira. 

A doença é considerada a principal causa de cegueira no mundo e isso pode ocorrer devido o glaucoma não apresentar sintomas aparentes. 

Segundo pesquisas da Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBG), no Brasil a doença atinge cerca de um milhão de pessoas com a idade acima dos 40 anos, e no mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), já é totalizado 60 milhões de casos da doença. 

O glaucoma também pode acometer crianças, embora não seja manifestado nenhum sintoma, entretanto pode haver danos no nervo óptico que na maioria das vezes não são percebidos. Algumas pesquisas apontam que pessoas que têm diabetes tipo 2 e pressão arterial têm as chances aumentadas de desenvolver a doença.

Conheça os principais tipos de glaucoma

O glaucoma pode ser dividido em quatro tipos, conheça e saiba mais sobre cada um deles. 

  • Glaucoma de ângulo fechado: origina um aumento rápido do líquido humor aquoso, doloroso e grave na pressão intraocular. 
  • Glaucoma congênito: herdado da mãe durante a gravidez, a pessoa já nasce com o problema, é considerado raro, e se descoberto deve ser feito o tratamento rapidamente.
  • Glaucoma de ângulo aberto: é o tipo mais comum de glaucoma e o aumento da pressão ocular ocorre lentamente, mas quando tratado tardiamente pode causar a perda de visão. 
  • Glaucoma secundário: causado principalmente pelo uso de medicamentos, por traumas ou por outras doenças oculares.

Quais são os sintomas do glaucoma?

O glaucoma é uma doença silenciosa, mas alguns sintomas podem ser percebidos pelas pessoas que estão passando pelo problema, quanto antes a pessoa perceber os sinais e procurar ajuda de um oftalmologista mais rápido será o diagnóstico e tratamento da patologia. 

Infelizmente, até 40% da visão pode ser perdida sem que os pacientes percebam, e, sem o tratamento adequado, o paciente pode ter a perda total da visão. 

Os sintomas da doença podem incluir:

  • dor intensa nos olhos e ao redor dos olhos;
  • dor de cabeça;
  • vermelhidão nos olhos;
  • dificuldade para enxergar no escuro;
  • náusea e vômito;
  • visão turva e embaçada;
  • diminuição da visão periférica;

Quais são os principais fatores de risco?

Alguns fatores de risco podem colaborar com o desenvolvimento do glaucoma, entre eles estão:

O principal fator de risco para o glaucoma é a pressão intraocular que aumenta devido essa elevação.  Um paciente com pressão intraocular de 30mmHg tem muito mais chances de desenvolver a doença do que os pacientes com a pressão intraocular de 15mmHg.

Outro fator de risco é a idade, as pessoas mais velhas têm mais chances de desenvolver o glaucoma. O histórico familiar também influencia significativamente o aparecimento da doença, basta um familiar ter glaucoma para que o restante da família desenvolva. 

Indivíduos que possuem as córneas mais finas também estão propícios a desenvolver o glaucoma (paquimetria). Córneas de espessura baixa é um fator de risco. 

A diferença entre a pressão arterial e a pressão intraocular também é um fator de risco para o glaucoma, a diferença entre as duas ocasiona  a redução do sangue que dificulta a chegada de nutrientes até as células sensoriais da retina. 

Pessoas com diabetes tipo 2 também podem desenvolver o glaucoma, isso ocorre devido ao dano que ela causa no nervo óptico que pode culminar no aparecimento do glaucoma. A diabetes é considerada uma vilã para as células sensoriais da retina.

Pacientes que já apresentam algum problema de visão também podem ter a doença, um exemplo são as pessoas que têm miopia. Outros fatores de risco relacionados ao olho: condições como descolamento de retina, tumores intraoculares e inflamação intraocular também podem causar glaucoma. 

Portanto, o desenvolvimento do glaucoma está relacionado a diversos fatores de risco que podem ser controlados se percebidos a tempo. Dessa forma, é importante que pacientes que apresentam algum fator de risco façam suas consultas oftalmológicas periodicamente para verificação desse problema ou de qualquer outro que possa acometer a saúde dos olhos. 

Diagnóstico e tratamento

Por se tratar de uma doença assintomática, o glaucoma é silencioso, passando despercebida pela maioria das pessoas que apresentam a doença. Por isso é tão importante visitar o oftalmologista para realizar os exames de rotina. 

Por se tratar de doença crônica e sem cura, o acompanhamento e tratamento do glaucoma são fundamentais para que seja minimizado as possíveis complicações da doença, como a perda parcial da visão ou perda total da visão. 

O diagnóstico do glaucoma só pode ser feito depois de um exame oftalmológico, onde o especialista realiza uma entrevista com o paciente para averiguar o caso, avaliar a fibra óptica e a estrutura do nervo óptico.

Os principais exames para a confirmação do glaucoma, são:

  • Oftalmoscopia ou exame de fundo de olho;
  • Teste de acuidade visual;
  • Teste de campo visual ou perimetria;
  • Tonometria;
  • Paquimetria;
  • Gonioscopia;
  • Biomicroscopia estereoscópica de fundo de olho;
  • Tomografia de coerência óptica (TCO);
  • Laser confocal polarizado;
  • Biomicroscopia ultrassônica;
  • Oftalmoscopia confocal de varredura a laser;

Como encontrar um oftalmologista em Manaus?

O oftalmologista em Manaus  pode ser encontrado no Sistema Único de Saúde (SUS), ou em consultórios particulares. Para garantir que a consulta será com um profissional qualificado, a plataforma de agendamento e marcação de consultas ipok, conta com especialistas disponíveis para sua necessidade. 

Para maior comodidade do paciente, os profissionais cadastrados na plataforma contam com um atendimento único e diferenciado aos seus pacientes, tendo os melhores e mais atuais equipamentos para tratar diversas patologias referentes aos olhos. Portanto, não espere que as complicações aumentem para que seja feita a procura por um oftalmologista.

O ipok possui oftalmologistas habilitados na plataforma para melhor atendê-lo, como o Dr. Henrique Nossa . Entre no site ipok.app você pode marcar sua consulta através do celular, no tempo e horário que você deseja e, parcelar em até 6x no cartão de crédito. A plataforma chegou para facilitar a sua vida aliada a tecnologia. 

  • Compartilhar:

Deixe o seu comentário