Entre em contato 99386-9615
Avançado
Procurar
  1. Home
  2. Vitiligo: doença que atinge 1% dos brasileiros
Vitiligo: doença que atinge 1% dos brasileiros

Vitiligo: doença que atinge 1% dos brasileiros

  • 31 de January de 2020
  • 0 Likes
  • 272 Views
  • 0 Comentários


Quando pensamos em vitiligo associamos a patologia ao surgimento de manchas brancas na pele – principalmente, nas mãos, cotovelos, pés e rosto, áreas mais comuns da doença. De acordo com dermatologistas, o vitiligo atinge cerca de 1% da população e, em 30% dos casos, existe um histórico familiar relacionado. Além do incômodo estético que proporciona, o problema é capaz de afetar diretamente a autoestima do paciente e causar sérias complicações emocionais e sociais.

Dois casos famosos com vitiligo são o do cantor norte-americano, Michael Jackson, que acabou “embranquecendo” a pele ao longo dos anos, quando vivo. E, da modelo canadense, Winnie Harlow, uma das beldades mais bem-sucedidas do mundo da moda, que se tornou porta-voz da doença e luta contra o bullying nas escolas. Quando criança, Harlow sofreu muito preconceito, já que era chamada pelos colegas de “zebra” ou “vaca”. 

A Mabel, empresa produtora de brinquedos da linha Barbie, apresentou no perfil do seu Instagram, nesta terça-feira (28), a versão da Barbie com vitiligo – a nova boneca faz parte da linha criada pela empresa que promove a diversidade e também, como forma de quebrar o preconceito e o padrão de beleza.

O que é vitiligo?

O vitiligo é uma doença autoimune, caracterizada pela perda de coloração da pele, que acontece em pessoas com predisposição genética – quando algum parente próximo possui o mesmo problema. As manchas brancas que destacam a doença não surgem de repente. Geralmente, são desencadeadas por alguma espécie de trauma ou estresse, seja ele físico ou emocional. 

Tipos de vitiligo

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), existem dois tipos de vitiligo que podem se manifestar em partes diferentes do corpo:

1. Segmentar ou Unilateral

Surge em uma única região do corpo e costuma acontecer antes do jovem alcançar a sua idade adulta. O problema também pode surgir nos cabelos, influenciando na perda da coloração dos fios.

2. Não segmentar ou Bilateral

É o tipo de vitiligo mais comum que se manifesta nos lados do corpo – nas duas mãos, nos dois pés, dois joelhos. No início, as manchas brancas costumam surgir nas extremidades. Existem ciclos que causam a perda de coloração, épocas em que a doença normalmente se desenvolve e períodos de estagnação. Todo esse processo ocorre ao longo da vida e se torna maior com o tempo.

Causas do vitiligo

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, as causas da doença ainda não estão bem estabelecidas, mas acredita-se que alguns fenômenos autoimunes podem estar relacionados ao problema.

Quais são os sintomas do vitiligo?

Grande parte dos portadores apresenta apenas o surgimento de manchas brancas de diversos tamanhos na pele. Porém, em alguns casos, pessoas dizem sentir uma certa dor e sensibilidade na região em que as marcas estão localizadas. Além dos sintomas que notamos na pele, a grande preocupação que os dermatologistas têm são os problemas emocionais que se podem desenvolver com a doença, como baixa autoestima, depressão e até dificuldade de socialização. Por isso, muitas vezes, pacientes com vitiligo precisam de um tratamento multidisciplinar, que envolve, além do dermatologista, um psicólogo.

É possível prevenir o vitiligo?

Por ser uma doença hereditária, não existem formas de prevenir o vitiligo. Por outro lado, o problema possui métodos de controle e existem diversos tratamentos que minimizam os traumas e machucados, reduzindo o surgimento de novas lesões, como o uso de corticoides orais e tópicos, imunomoduladores, fototerapia e até alguns lasers, para estimular a repigmentação.

Vitiligo: quais os principais cuidados? 

Um dos maiores problemas do vitiligo é deixar a pele desprotegida, já que a doença elimina a melanina – proteína que dá coloração à pele. Sendo assim, o corpo do portador precisa de alguns cuidados especiais:

1. Uso do filtro solar:

É essencial proteger a pele do sol e da luz visível já que a área branca não possui melanina e pode ficar vermelha com sinais de ardência facilmente;

2. Evitar traumas:

O vitiligo pode aparecer associado ao Fenômeno de Koebner, um problema de pele que promove o aparecimento de lesões ásperas e descamativas na região manchada na qual sofreu traumas – como cortes, machucados e ralados.

Tratamentos para o vitiligo

O tratamento deve ser realizado individualmente. Segundo especialistas a maioria das vezes, é possível controlar e regredir a mancha e em alguns casos zerá-la, quando a doença está no início. Geralmente, nas extremidades é mais difícil de tratar, devido ao Fenômeno de Koebner, que faz nascer uma lesão na região traumatizada. Por esse motivo,  o tratamento de áreas como pés, mãos, cotovelos e joelhos, são mais difíceis por estarem sempre em atrito.

O tratamento tem o papel de estabilizar o quadro, interrompendo o aumento das lesões, e repigmentar as manchas brancas na pele. Existem muitas opções de terapia para o vitiligo. Entre elas podemos citar:

  • Uso de corticóides tópicos;
  • Banho de luz;
  • Fototerapia;
  • Cremes imunomoduladores

Mitos e verdades

1. Vitiligo é contagioso

Mito. É importante ressaltar que o vitiligo não é contagioso e os portadores da doença podem levar uma vida normal, praticando apenas alguns cuidados simples com a pele, como o uso de protetor solar para evitar queimaduras; e evitar traumas, a fim de prevenir as lesões do Fenômeno de Koebner.

1. Crises de estresse podem piorar as manchas brancas

Verdade. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, alterações ou traumas emocionais podem estar entre os fatores que desencadeiam ou agravam o vitiligo. Isso por que o nosso sistema nervoso está totalmente relacionado com a nossa pele e qualquer alteração ou estresse pode refletir em um problema, inclusive o aumento das manchas de vitiligo.

3. Quem tem vitiligo pode tomar sol sem proteção

Mito. As manchas brancas se formam por conta da diminuição ou falta de melanócitos – células responsáveis pela formação de melanina. Além de proporcionar coloração à pele, olhos e cabelo, a maior função da melanina é auxiliar na proteção contra a radiação solar. Como o vitiligo causa a falta dessa substância em algumas regiões do corpo, é importante manter a pele protegida com o uso diário do filtro solar, principalmente nas regiões afetadas.

4. Vitiligo tem cura

Parcialmente verdade. Existem muitos tratamentos capazes de controlar o aumento das manchas brancas na pele, além de dermocosméticos que podem ser utilizados a fim de disfarçar as manchas e recuperar a tonalidade cutânea natural.

Onde buscar tratamento em Manaus

A população conta agora com o ipok, um aplicativo inovador de Saúde, cujo objetivo é facilitar o dia a dia de usuários que precisam agendar uma consulta médica de forma prática, ágil e segura. Além, de avaliar o atendimento de um profissional de saúde, efetuar buscas por profissionais especializados é possível acompanhar notícias atualizadas da área de saúde. No app você pode agendar consultas com dermatologistas em Manaus, entre outras especialidades. 

Atenção: A informação descrita acima, serve apenas como apoio e não, substitui em hipótese alguma, a consulta médica com um profissional especializado. Para um diagnóstico preciso, procure uma avaliação médica de sua preferência ou no serviço público de saúde.

FONTE: Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Derma Club

  • Compartilhar:

Deixe o seu comentário

WeCreativez WhatsApp Support
Agende aqui seu exame ou consulta!
👋Olá, como podemos ajudar?