Entre em contato 99386-9615
Avançado
Procurar
  1. Home
  2. A saúde da mulher vai além dos cuidados ginecológicos
A saúde da mulher vai além dos cuidados ginecológicos

A saúde da mulher vai além dos cuidados ginecológicos

  • 9 de March de 2020
  • 0 Likes
  • 55 Views
  • 0 Comentários

O atendimento integral das mulheres, com acolhimento de suas demandas e necessidades e a garantia do acesso de forma fácil, é um desafio que no Brasil está em processo de consolidação.

Tradicionalmente, nos sistemas de saúde por todo o mundo, a prioridade tem sido o cuidado da mulher no campo da saúde reprodutiva, com foco na atenção ao pré-natal e parto. É importante destacar que os serviços de saúde também ofertam ações relacionadas à promoção da saúde, a prevenção de agravos e doenças (cânceres de colo do útero e de mana, por exemplo), realização de vacinas, acompanhamento odontológico e nutricional, dentre outros.

Cuidando do corpo

De acordo com a pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel/2019), 7,7% da população adulta brasileira foi diagnosticada com diabetes em 2018. As mulheres apresentam maior percentual de diagnóstico com 8,1%, do que em homens 7,1%. Além disso, as mulheres apresentam obesidade ligeiramente maior, com 20,7%, em relação aos homens, 18,7%.

E manter hábitos saudáveis é a melhor forma de prevenir doenças. Uma alimentação balanceada com frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, aliada à uma ingestão menor de gordura, ajudam a ter uma vida mais sadia. Da mesma forma, fazer uma atividade física aos menos 30 minutos por dia, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar, são algumas das recomendações que ajudam a prevenir contra diabetes e outras doenças.

Planejamento reprodutivo

O planejamento reprodutivo é um direito das mulheres para que elas possam optar quando e se querem ter filhos. Segundo especialistas, quando a mulher quer engravidar os médicos precisam afastar principalmente as doenças infecciosas. Essa mulher ao chegar ao consultório deve informar o histórico médico, se faz exames de rotina para checar doenças, como diabetes gestacional, doenças da tireoide, tudo isso identificado precocemente garante uma gravidez mais segura.    

Outro ponto importante, segundo especialistas, é que a mulher tenha uma consulta antes de iniciar um método contraceptivo. 

Métodos contraceptivos

O SUS oferece uma série de serviços que garantem acolhimento e sigilo sem discriminação, como o acesso à preservativos masculino e feminino, pílula combinada, anticoncepcional injetável mensal e trimestral, dispositivo intrauterino com cobre (DIU T Cu), diafragma, anticoncepção de emergência e minipílula.

Mas, vale lembrar, que o uso do preservativo não serve para evitar a gravidez. É fundamental utilizá-lo para prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos, transmitidos, principalmente, por meio do contato sexual sem o uso de camisinha masculina ou feminina, com uma pessoa que esteja infectada. 

A transmissão de uma IST também pode acontecer, ainda, da mãe para a criança durante a gestação, o parto ou a amamentação. Por isso, o acompanhamento pré-natal assegura o desenvolvimento da gestação, permitindo o parto de um recém-nascido saudável, sem impacto para a saúde materna, inclusive abordando aspectos psicossociais e as atividades educativas e preventivas.

Saúde Mental

Ampliar o olhar também perpassa o cuidado em Saúde Mental das mulheres, sendo assim, a busca do bem-estar é necessária para lidar com a complexidade do dia a dia.

A Organização Mundial de Saúde (2000) afirma que a saúde mental feminina é afetada por seu contexto de vida ou por fatores externos (socioculturais, econômicos, de infraestrutura ou ambientais) e a identificação e a transformação desses fatores pode ser uma direção para prevenção primária.

Nesta busca, é importante a utilização de estratégias que propiciam ambientes apoiadores, o fortalecimento da resiliência, a criação de condições individuais, sociais e ambientais que permitam aumentar a capacidade de bem-estar. 

Para promover a saúde mental e física, muitas estratégias são utilizadas, uma delas é a intervenção psicossocial, que possibilita o enfrentamento de questões pessoais como a ressignificação do sofrimento e a busca por redescobrir e potencializar as habilidades. Para isso, pode contar com a Rede de Atenção Psicossocial – RAPS.

Onde buscar tratamento em Manaus:

A população conta agora com o ipok, um aplicativo inovador de Saúde, cujo objetivo é facilitar o dia a dia de usuários que precisam agendar uma consulta médica de forma prática, ágil e segura. Além, de avaliar o atendimento de um profissional de saúde, efetuar buscas por profissionais especializados é possível acompanhar notícias atualizadas da área de saúde. No app você pode agendar consultas com ginecologistas em Manaus, entre outras especialidades. 

Atenção: A informação descrita acima, serve apenas como apoio e não, substitui em hipótese alguma, a consulta médica com um profissional especializado. Para um diagnóstico preciso, procure uma avaliação médica de sua preferência ou em alguma unidade de saúde pública mais próxima da sua região.


FONTE: Blog da Saúde (Ministério da Saúde)

  • Compartilhar:

Deixe o seu comentário