Entre em contato 99386-9615
Avançado
Procurar

Reumatologistas em

Saiba mais sobre

A reumatologia é a especialidade médica que estuda e cuida de doenças que acometem o tecido conjuntivo de forma aguda ou crônica.

As doenças reumatológicas não são contagiosas e, podem ser prognosticadas e tratadas antecipadamente. O médico reumatologista identifica as doenças musculoesqueléticas, doenças reumatológicas, popularmente conhecidas como reumatismos, o que ocasiona dor e reduz a qualidade de vida do paciente e, doenças autoimunes como lúpus, esclerose e miopatias inflamatórias.

A reumatologia é a especialidade médica que estuda e cuida de doenças que acometem o tecido conjuntivo de forma aguda ou crônica.

Segundo a sociedade brasileira de reumatologia, o médico reumatologista identifica as doenças musculoesqueléticas, doenças reumatológicas, popularmente conhecidas como reumatismos, o que ocasiona dor e reduz a qualidade de vida do paciente e, doenças autoimunes como lúpus, esclerose e miopatias inflamatórias.

As doenças reumatológicas não são contagiosas e, podem ser prognosticadas e tratadas antecipadamente. Conheça algumas delas:

Artrose ou osteoartrite 

é a doença que ataca as articulações, aumentando o desgaste da cartilagem que recobre os ossos e outros componentes articulares como os ligamentos;

Artrite psoríase

é a doença que apresenta lesões na pele e articulações. A doença apresenta lesões de pele esfoliativa, lesões avermelhadas, dor, coceira, inflamação nas articulações e inchaço; 

Artrite reumatóide

é uma doença autoimune que afeta o tecido conjuntivo (membranas sinoviais) das articulações causando inchaços, em casos graves pode afetar os órgãos internos (pulmão, coração e rins). A doença é crônica, pois pode durar anos ou a vida inteira. 

Fibromialgia 

A fibromialgia é uma síndrome que se manifesta por todo o corpo através da dor e, por ser uma doença silenciosa é difícil de ser diagnosticada. A FM é mais frequente em mulheres jovens e em mulheres de meia-idade. A doença pode desencadear dor crônica, rigidez corporal, fadiga, cansaço, distúrbios do sono, depressão e ansiedade, estresse, entre outros.

A doença não é contagiosa, mas provoca incômodo e irritação em quem possui. As causas da FM são desconhecidas.

Pessoas com fibromialgia têm sensibilidade maior para dor nos ossos e ao redor das articulações. Segundo pesquisas, 3% da população brasileira sofre com o problema. Apesar de não existir cura para a doença, algumas mudanças podem ser feitas para manutenção da qualidade de vida dos pacientes. 

Os fatores de risco da síndrome, são:

  • Dores por várias parte do corpo por mais de três meses;
  • Cansaço;
  • Problemas de memória e concentração;
  • Vontade incessante de urinar;
  • Diarréia;
  • Suor;
  • Sensibilidade ao frio;

Principais sintomas da fibromialgia

Além da dor, a pessoa com fibromialgia têm maior sensibilidade ao toque, evitam serem agarrados ou até mesmo tocados. Outro sintoma comum para que tem a doença é a dificuldade em dormir, alterando a qualidade de sono do paciente, o sono tende a ser superficial, dando a sensação de cansaço  ao acordar e sonolência durante o dia.

Pessoas com a síndrome podem adquirir depressão, então, é importante estar atento aos sinais, a depressão deve ser evitada e tratada caso estiver presente. Pacientes com fibromialgia não tem disposição, aumentando a sensibilidade do corpo para a dor.

Com a fibromialgia, problemas de memória e atenção ficam prejudicados, a todo momento o cérebro mantém toda sua atenção voltada a dor, prejudicando sua funcionalidade.

Febre Reumática

A febre reumática é uma doença inflamatória desenvolvida após infecção de garganta provocada pela bactéria estreptococo beta hemolítico. A doença pode atacar as articulações, pele e órgãos, como o coração e cérebro. 

As bactérias Streptococcus pyogenes (faringite estreptocócica) e escarlatina são as principais desencadeadoras do reumatismo infeccioso. A febre é considerada autoimune, quando o sistema imunológico passa a atacar as células e tecidos saudáveis do corpo.

Principais fatores de risco da Febre reumática

Ainda não foram diagnosticadas as causas exatas para a doença, mas alguns fatores de risco aumentam a possibilidade de desenvolver a febre:

  • Histórico familiar: a doença pode estar instalada no sangue da pessoa, podendo ser mais fácil desenvolver a doença;
  • Fatores externos: a falta de saneamento básico e superlotação podem resultar na transmissão da doença, ocasionando a proliferação da bactéria pelo corpo humano;
  • Idade: a doença é mais propensa a aparecer em crianças e jovens entre os 6 e 15 anos de idade;

Febre reumática quais os principais sintomas da doença

Os sintomas ocasionados pela bactéria estreptococo pode variar de pessoa para pessoa, em alguns casos a pessoa desenvolve vários sinais da doença, outras poucos ou nenhum sinal. A febre costuma aparecer semanas após a infecção estreptocócica. Entre os sintomas, os principais são:

  • Febre;
  • Doenças reumáticas (articulações com sensibilidade);
  • Inchaço;
  • vermelhidão;
  • Nódulos subcutâneos indolores;
  • Dor no peito;
  • Dor nas articulações;
  • Fadiga;
  • Artrite;
  • Falta de ar;
  • Doenças cardíacas (sopro no coração – comprometimento das válvulas do coração);
  • Inflamação no músculo do coração;
  • Coreia de sydenham (instabilidade emocional, fraqueza muscular; espasmos musculares; movimentos involuntários)

Diagnóstico de febre reumática

Para o diagnóstico da doença, o profissional utiliza o critério de Jones, no qual o médico verifica a ocorrência de dois ou mais sintomas para identificar a doença. Outros exames também são pedidos pelo profissional para avaliar o caso, entre eles estão:

  • Critérios modificados de Jones (para diagnóstico inicial);
  • Testes para GAS;
  • Exames de sangue;
  • ECG (eletrocardiograma);
  • Ecocardiografia com Doppler;
  • Níveis de velocidade de hemossedimentação (velocidade de hemossedimentação) e proteína C-reativa (CRP);

Como é o tratamento da doença?

O tratamento para febre reumática acontece por meio da dose de antibiótico penicilina benzatina (600.000 a 1200.000 unidades) intra-muscular para erradicar o estreptococo do organismo. 

A cada 21 dias o remédio é passado ao paciente para não haver recaídas, portanto, se houver o esquecimento da medicação, consequências graves podem vir, como também poderá desenvolver novas complicações da febre reumática. 

Para as outras doenças como cardite, artrite e coreia é necessário um tratamento específico com o uso de medicamentos adequados para cada doença, em casos mais graves a pessoa pode ser internada para devido tratamento, inclusive, pode ser realizado cirurgias cardíacas, deixando sequelas no paciente para toda a vida. 

Osteoporose

é a doença causada pelo enfraquecimento dos ossos. Nas mulheres, com a diminuição dos hormônios femininos, tornando-os porosos e frágeis. 

Gota 

doença causada pela produção excessiva de ácido úrico no organismo, gerando surto de artrite aguda secundária (dor, vermelhidão, inflamação e inchaço nas articulações).

Lúpus eritematoso sistêmico (LES) 

é uma doença inflamatória autoimune que pode afetar múltiplos órgãos. Os sintomas variam entre dores nas articulações, fadiga, manchas na pele e febre.

Artigos sobre

WeCreativez WhatsApp Support
Agende aqui seu exame ou consulta!
👋Olá, como podemos ajudar?