OMS diz que sistemas de saúde do mundo inteiro estão sobrecarregados

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom, alertou que os sistemas de saúde de diversos países estão sobrecarregados em função dos inúmeros casos do novo coronavírus que chegam diariamente aos hospitais. Tedros disse ainda que a OMS vai publicar nesta semana um relatório para orientar os países a conseguirem lidar com os impactos da pandemia.

Adhanom afirmou que, durante uma entrevista coletiva nesta segunda-feira (30), em Genebra, apesar de o planeta estar no meio de uma crise, os serviços essenciais precisam continuar em funcionamento e manteve a recomendação de que o isolamento é a melhor forma de lidar com o vírus.

Ele reiterou os pedidos aos países por investimentos em tratamentos e pesquisas em busca de uma vacina, e destacou a necessidade de ações imediatas para conceder acesso das populações mais vulneráveis a serviços essenciais.

O diretor-geral da OMS comentou que falou via teleconferência com ministros de comércio do G-20, insistindo na importância de que seja garantida a logística de transportes de itens médicos para lidar com a situação. Tedros acrescentou ainda que há mais de 638 mil casos confirmados da doença no mundo.  

Restrição e isolamento

No contexto de combate à pandemia, a OMS afirmou que medidas de restrição à circulação de pessoas “são difíceis, mas a alternativa é pior”, já que a livre movimentação acelera o número de novos casos, pressionando os sistemas de saúde. Adhanom lembrou que essas restrições podem fazer autoridades ganharem tempo para responder ao problema.

Ao mesmo tempo, o diretor-geral da OMS observou que, diante do quadro atual de restrições em vários países, a maioria dos novos casos acontece dentro das casas das pessoas. Por isso, ele reiterou a importância de se continuar buscando esses casos para isolá-los e reduzir a disseminação da doença.

Tedros afirmou ainda que muitas pessoas, inclusive em países ricos, dependem de seu trabalho diário para conseguir comprar comida, e destacou que os governos precisam levar esse contexto em consideração, na hora de elaborar suas políticas. A covid-19 mostra a todos como somos vulneráveis e a união é a única opção que temos para destruir esse vírus, destacou o diretor-geral da OMS. 

Onde buscar tratamento em Manaus:

A população conta agora com o ipok, um aplicativo inovador de Saúde, cujo objetivo é facilitar o dia a dia de usuários que precisam agendar uma consulta médica de forma prática, ágil e segura. Além, de avaliar o atendimento de um profissional de saúde, efetuar buscas por profissionais especializados é possível acompanhar notícias atualizadas da área de saúde. No app você pode agendar consultas com infectologistas em Manaus, entre outras especialidades. 

Atenção: A informação descrita acima, serve apenas como apoio e não, substitui em hipótese alguma, a consulta médica com um profissional especializado. Para um diagnóstico preciso, procure uma avaliação médica de sua preferência ou em alguma unidade de saúde pública mais próxima da sua região.

FONTE: Organização Munidial de Saúde (OMS), cnnbrasil.com.br