Dermatologista Notícias ipok-interna

O que é a psoríase? Saiba mais sobre a doença

No Brasil, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), realiza todos os anos a Campanha Nacional de Conscientização da Psoríase 

No dia 29 de outubro é o dia mundial da psoríase e no Brasil é realizado a Campanha Nacional de Conscientização da Psoríase, a qual visa levar a população informações sobre a doença que pela falta de conhecimento acaba sendo um dos principais problemas para o preconceito da sociedade. A campanha surgiu como forma de solucionar essa questão.

Mas afinal, o que é a psoríase?

A psoríase é uma doença crônica, não é contagiosa e não tem cura. Essa doença causa o aparecimento de uma ou mais placas vermelhas pelo corpo, muitas são salientes, também pode ser percebida através de lesões na pele e descamações. 

A psoríase é comum e segundo os dados afeta cerca de 1% a 5% da população mundial, pessoas de pele clara estão mais propensas a desenvolver a doença do que negras. A idade também influencia no aparecimento da doença, costuma aparecer mais entre as idades de 16 a 22 anos e para os mais velhos entre 57 a 60 anos, entretanto, todos estão suscetíveis a doença, independente da raça e idade. 

A doença dura toda vida, mas pode haver intervalos entre um sintoma ou outro, no verão, os sintomas costumam diminuir devido a pele estar exposta a luz do sol intensa. Em alguns casos, a pessoa pode ficar anos sem o aparecimento dos sinais da doença. 

Conheça os principais tipos de psoríase e os sintomas 

A psoríase manifestada através de placas pelo corpo é a mais comum, apresenta cerca de 90% dos casos, porém existem alguns tipos que podem afetar outros órgãos do corpo humano. Veja:

  • Psoríase em placas: provocada pelo aparecimento de placas avermelhadas na pele cobertas por escamas que podem doer e até sangrar. Esse tipo pode atingir qualquer área do corpo, principalmente no couro cabeludo, cotovelos e joelhos.
  • Psoríase artropática ou artrite psoriásica: além de provocar lesões na pele, esse tipo de doença pode atingir também as articulações. O principal sintoma é a dor.
  • Psoríase invertida: provocada por lesões avermelhadas, esse tipo atinge a região úmida da pele como a virilha, axilas e região abaixo da mama. Os sintomas podem ser agravados com suor e atrito da pele.
  • Psoríase gutata ou em gota: geralmente provocada por infecções bacterianas, esse tipo atinge principalmente a região dos ombros, braços, pernas e couro cabeludo. São numerosas lesões em forma de gotas. 
  • Psoríase pustulosa: provocada pela vermelhidão da pele que em seguida se transforma em bolhas de pus, esse tipo pode causar febre, calafrio, coceira intensa e fadiga.
  • Psoríase eritrodérmica: provocada por uma vermelhidão generalizada, esse tipo é o menos comum e seus sintomas são as queimaduras e infecções em pacientes com psoríase que apresentam as lesões ou quando interrompem o tratamento através dos medicamentos. 
  • Psoríase ungueal: esse tipo pode atingir as unhas das mãos e dos pés do indivíduo que pode ter suas unhas descoladas, soltas ou esfareladas.

Principais fatores de risco para adquirir a psoríase

Entre os fatores de risco mais comuns, alguns podem aumentar os riscos de se adquirir a doença.

  • Histórico familiar: as pessoas que tem alguém na família com a doença tem a predisposição de adquirir a doença, cerca de 30% a 40% dos pacientes com psoríase tem algum familiar com a doença.
  • Estresse: o estresse deixa o sistema imunológico debilitado aumentando o risco de desenvolver o problema.
  • Obesidade: pessoas com sobrepeso correm o risco de desenvolver a psoríase, entres os tipos, a mais comum é a invertida.
  • Bebidas alcoólicas: pessoas que ingerem bebidas alcoólicas em excesso podem desenvolver a doença. 
  • Tabagismo: os fumantes também podem desenvolver a psoríase e quem já apresenta a doença pode ter os sintomas aumentados devido às substâncias ingeridas.
  • Mudança climática: o tempo frio pode se tornar um vilão para as pessoas que apresentam o problema, devido a pele ficar ressecada e mais propensa a desenvolver as lesões.

Como tratar a psoríase?

Cada tipo de psoríase requer um tratamento adequado, pois o que funciona bem para uma pessoa não funciona para outra, tornando o tratamento individualizado. Hoje, com todas as opções terapêuticas de tratamento já é possível viver com uma pele sem ou quase sem lesões. 

Nos casos mais leves é possível realizar o tratamento através da hidratação da pele, aplicação de medicamentos nas áreas afetadas pelas lesões e a exposição diária ao sol, nos horários e tempo adequados e seguros, são suficientes para melhorar o quadro clínico e promover a qualidade de vida do paciente. 

Conheça os tipos de tratamento mais comuns em caso de psoríase:

  • Tratamento tópico, feito através do uso de cremes e pomadas que são aplicados diretamente na região lesionada. 
  • Tratamento sistémico, feito através do uso de medicamentos e injeções, esse tipo de tratamento é muito usado na artrite psoriática. 
  • Tratamento biológico, feito através de medicamentos injetáveis em pacientes com psoríase moderada ou grave. 
  • Fototerapia: feito através da exposição da pele à luz ultravioleta, esse tratamento é feito através de um profissional especializado, o dermatologista. 

Como prevenir a psoríase?

Para evitar essas complicações a melhor forma é adquirindo uma boa qualidade de vida, através da alimentação, exercícios físicos, descansos e momentos de lazer. Evitar os fatores de risco é essencial como não fumar, beber ou se tornar obeso. As pessoas que apresentam a psoríase devem estar atentas aos sinais que a doença apresenta. 

Para as pessoas que não apresentam nenhum sinal mas que tem alguem na familia com a doença devem ter atenção redobrada quanto a qualquer mudança na pele, caso seja percebido algum sintoma, o mais aconselhável é procurar imediatamente um dermatologista. Quanto antes for diagnosticada, mais fácil e eficaz será o tratamento. 

Como encontrar um dermatologista em Manaus?

O dermatologista em manaus  pode ser encontrado no Sistema Único de Saúde (SUS), ou em consultórios particulares. Para garantir que a consulta será com um profissional qualificado, a plataforma de agendamento e marcação de consultas ipok, conta com especialistas disponíveis para sua necessidade. 
Baixando o aplicativo ipok você pode marcar sua consulta através do celular, no tempo e horário que você deseja e, parcelar em até 6x no cartão de crédito. A plataforma chegou para facilitar a sua vida aliada a tecnologia.