Cardiologista Notícias

Hipertensão: causas, sintomas, diagnóstico e tratamento

No Brasil, 388 pessoas morrem por dia por hipertensão segundo o Ministério da Saúde

A hipertensão ou pressão alta caracteriza-se pelos altos níveis de pressão que o sangue bombeado através do coração faz ao circular pelas artérias do corpo. A pressão alta ocasiona um esforço maior ao coração para que o sangue seja distribuído corretamente. Na maioria dos casos o aumento da pressão arterial é hereditário, mas outros fatores de risco influenciam negativamente o níveis de pressão arterial. 

Para saber se uma pessoa estar com pressão alta é necessário realizar a medição, se passar de 140/90 mmHg (ou 14 por 9) é importante fazer algumas mudanças no estilo de vida, pois o ideal é uma medição em torno de 120/80 mmHg (ou 12 por 8), sendo 12 a pressão sistólica ou máxima e 8 a pressão diastólica ou mínima. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os casos de hipertensão é a principal causa de mortes no mundo, principalmente pelo de risco de desenvolver várias doenças cardiovasculares, como o acidente vascular cerebral (AVC), demência vascular, falha nos rins devido a não filtração de sangue, provocando insuficiência renal.

Quando há o descontrole da pressão arterial com o aperto nas artérias coronárias, o órgão que mais sofre é o coração devido o não recebimento de sangue e oxigenação suficiente.

Principais sintomas

A hipertensão é uma síndrome silenciosa e seus principais sintomas, são:

  • Dor de cabeça;
  • Falta de ar;
  • Visão embaçada;
  • Dores no peito;
  • Tontura;
  • Fraqueza
  • Sangramento nasal;
  • Zumbido no ouvido;

Fatores de risco

Os principais fatores de risco para a hipertensão, são:

  • Histórico familiar;
  • Obesidade;
  • Colesterol alto;
  • Tabagismo;
  • Estresse;
  • Perda de sono;
  • Sedentarismo;
  • Consumo excessivo de sal;
  • Diabetes descontrolada;
  • Doenças renais
  • Hipertireoidismo;

Diagnóstico

Por ser uma doença silenciosa e apresentar sinais quando avançada, o ideal é medir a pressão pelo menos 1 vez ao ano. As pessoas com histórico familiar deve estar atentas aos sinais, fazer o acompanhamento da pressão e não deixar de visitar um cardiologista regularmente. 

Nesse processo o profissional realiza a medição da pressão por 3 dias consecutivos, para isso, o paciente deve-se encontrar relaxado e seguir todas as orientações médicas, se caso houver alguma dúvida por parte do médico ele indica o holter (exame que vigia a pressão por 24 horas). Quanto mais cedo for detectada, maior é a chance de controlar a pressão para que a doença não se instale. 

Tratamento

O tratamento para pessoas hipertensas é baseado no hábito de vida que leva, algumas mudanças são necessárias para obter pleno bem-estar, como: praticar exercícios físicos regularmente, ter uma alimentação saudável, cortar o consumo de sal, comidas gordurosas e bebidas alcoólicas, controlar o diabetes, colesterol e evitar o uso de cigarros. Outros casos são tratados com o uso de medicamentos regulares.

Lembre-se! A melhor maneira de evitar o problema é o cuidado, um estilo de vida saudável sempre vai ajudar, não importa a gravidade da doença.

Para saber mais sobre o assunto, consulte um de nossos especialistas. Clique aqui e confira.