Cardiologista Notícias

Como a poluição afeta o sistema circulatório?

Sabe aquela queimada lá no Pará... lá no norte do Mato Grosso... ou aqui mesmo, no quintal do vizinho?

Pois é... Esses poluentes, partículas muito finas de sólidos ou líquidos suspensos no ar que saem das queimadas, não ficam restritos apenas à essas regiões envolvidas.

Sejam incêndios florestais ou fogo em pastagens, lixos e áreas de agricultura, esse material particulado acaba se propagando, chegando a outros locais e até cidades mais distantes.

E, uma vez no sistema respiratório, essas partículas suspensas no ar causam inflamação e estresse oxidativo nos vasos sanguíneos. Em resposta a isso, as células de defesa do sangue começam a agir, ocasionando o processo inflamatório.

Isso, por sua vez, “pode levar a coágulos, alteração nos vasos, arritmias, infarto do miocárdio e acidente vascular encefálico”, explicou o professor e médico da Universidade Federal de Mato Grosso, Luiz Nazário Scala, recentemente em um estudo científico.

Em resumo, os chamados fatores de risco ambientais, embora estejam atrás de outros fatores como obesidade, diabetes, pressão alta e sedentarismo, também são importantes e determinantes para a ocorrência de doenças cardiovasculares.

Texto desenvolvido pelo Dr. Bernardo Medeiros, Especialista em Cardiologia -  caso você deseje agendar uma consulta acesse: https://ipok.app/profissional/bernardomedeiros